• ABOVA é declarada entidade de utilidade pública estadual

    428 Jornal A Bigorna 18/01/2021 21:20:00

    ABOVA

    No último dia 11, foi sancionada pelo Governador João Dória a Lei 17.318 que Declara Utilidade Pública a ABOVA, o projeto e autoria é do Deputado Estadual Fernando Cury.

    A concessão do título de Utilidade Pública a entidades, fundações ou associações civis significa o reconhecimento do poder público de que as instituições, em consonância com o seu objetivo social, são sem fins lucrativos e prestadoras de serviços à coletividade. Com este documento, as organizações também podem inscrever-se em editais e estarão aptas a obter recursos públicos.

    "Não temos palavras para agradecer. Não somente a emenda/recurso destinado à ABOVA,  que certamente elevará ainda mais o nível do atendimento aos pacientes com câncer mas principalmente a dedicação, atenção, carinho e empenho de toda a equipe do Deputado Fernando Cury para que conseguíssemos esse reconhecimento, passo final para a vinda do recurso e passo inicial de uma nova e feliz jornada! Agradeço também a equipe da ABOVA que se empenhou para que isso fosse possível.'' - Tatiana Capecci (Presidente da ABOVA)

    Sobre-A Associação Beneficente Oncológica Voluntários de Avaré - ABOVA é uma entidade sem fins lucrativos, com sede na cidade de Avaré/SP,  foi fundada no dia 04 de novembro de 1992 com o objetivo de prestar serviço voluntário aos portadores de câncer atendidos na Santa Casa de Misericórdia da cidade.

    Hoje a associação atende centenas de pacientes e seus familiares, realizando visitas de apoio moral, auxiliando nas necessidades básicas como medicamentos, alimentação, suplementação alimentar, fraldas, colchões apropriados, cadeiras de rodas, de banho, camas hospitalares, perucas, exames, transporte e etc. ainda disponibiliza atendimento nutricional, atendimento fisioterapêutico e psicológico, aulas de yoga, pilates, ginástica, hidroginástica e dança, tudo para promover o bem estar e melhorar a qualidade de vida do paciente oncológico.

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também