Agentes flagram idosa com placas de celular dentro de muleta e outras apreensões

A Bigorna 12/07/2019 14:00:00 1088 visualizações
# legenda: SAP/SP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as tentativas de burlar a vigilância de agentes penitenciários no último final de semana, 6 e 7 de julho. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas. Em cada uma das apreensões, os presos ficam isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

São Vicente

Uma visitante de 78 anos foi flagrada com três placas de celular dentro de uma muleta ao tentar entrar na Penitenciária 2 de São Vicente no domingo, dia 07/07. A mulher é mãe de um sentenciado da unidade prisional. Os eletrônicos foram encontrados quando os pertences da senhora foram revistados pelo aparelho de raio-X.

Suzano

Uma jovem foi barrada ao tentar entrar com maconha no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Suzano no domingo, dia 07/07. A visitante, companheira de um detento da unidade, trazia 8,35g da erva escondidas no sutiã. O flagrante aconteceu por volta das 12h30, quando a suspeita de 19 anos foi revistada por uma agente de segurança penitenciária, que sentiu um volume atípico em seu corpo. Tratava-se de dois invólucros com droga, feitos com um par de meias de tecido fino, que a visitante colocou entre a roupa íntima e os seios.

Potim

No sábado, dia 06/07, uma jovem de 20 anos escondeu dois invólucros com drogas no sutiã na tentativa de burlar a segurança da Penitenciária “AEVP Jair Guimarães de Lima”, a P1 de Potim. A suspeita foi flagrada ao ser submetida à revista por meio de escaneamento corporal e trazia 126g de cocaína e um papelote de maconha sintética, popularmente conhecida como “K4”.

Tremembé

No mesmo dia, 06/07, uma mulher de 37 anos foi surpreendida com 159,63g de maconha e 7,9g de cocaína em um invólucro que carregava em seu corpo na Penitenciária “Dr. Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra”, a P1 de Tremembé. O material foi identificado a partir das imagens geradas pelo escâner corporal. A visitante, que negou portar ilícitos, foi encaminhada para exames de raio-X na Unidade de Pronto Atendimento Central de Taubaté, onde foi confirmado a presença de algo estranho em seu organismo. A mulher, companheira de um detento do presídio, foi levada para a Delegacia de Polícia Seccional de Taubaté, e continuou negando qualquer irregularidade. Um perito médico policial foi solicitado para analisar a radiografia, que confirmou, mais uma vez, que havia um objeto no corpo da visitante. A mulher então confessou e retirou o invólucro da vagina, em local reservado. No domingo, a esposa de um sentenciado foi flagrada com um celular escondido em seus pertencentes quando foi revistada na Penitenciária “Dr. José Augusto César Salgado”, a P2 de Tremembé. O aparelho, com chip, estava em uma sacola plástica em meio a pacotes de bolachas que a mulher, de 45 anos, trazia para o estabelecimento penal.

Taubaté

Em Taubaté, ainda no dia 07/07, duas ocorrências foram registradas no Centro de Detenção Provisória (CDP) “Dr. Félix Nobre de Campos”. Agentes de segurança do presídio barraram a entrada de uma idosa de 64 anos, mãe de um detento, que trazia 15g de maconha escondidos dentro de um par de chinelos, e de uma jovem de 20 anos, companheira de um preso, que levava 40g da erva costuradas em sua calcinha. Ambas foram surpreendidas ao passarem pelo escâner corporal.

Capital

No Centro de Detenção Provisória II "ASP Paulo Gilberto de Araújo" de Chácara Belém, no domingo, 07/07, houve a apreensão de maconha, cocaína e a droga sintética K4, além de tinta para tatuagem, com dois visitantes. Os flagrantes aconteceram durante o procedimento de revista mecânica, no escâner corporal, no qual todos os visitantes da unidade prisional passam. Uma das apreensões foi feita com um rapaz, que estava com maconha, cocaína, materiais de tatuagem e impressos bancários escondidos em sua roupa íntima. O segundo caso foi registrado com uma mulher, que tentou entrar na unidade prisional com 25 pontos de K4 escondidos em sua roupa íntima também. Na manhã de domingo, 07/07, no Centro de Detenção Provisória I "ASP Vicente Luzan da Silva" de Pinheiros, o avô de um detento foi impedido de entrar na unidade após ter sido encontrado com ele maconha. Tudo foi visto nas imagens do escâner corporal durante procedimento de revista dos visitantes.

Guarulhos

Na manhã da última segunda-feira, dia 08/07, os agentes de segurança da Penitenciária "Desembargador Adriano Marrey", de Guarulhos, encontraram nove pacotes contendo celulares e acessórios na área externa da unidade prisional. No total, a equipe de servidores apreendeu 24 celulares, 12 fones de ouvido, 22 chips e quatro conectores.

São Bernardo do Campo

Os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória "Dr. Calixto Antônio" de São Bernardo do Campo flagraram, no domingo, 07/07, um visitante tentando entrar na unidade prisional com ilícito escondido no cós e na barra de sua calça. Ao passar por revista no escâner corporal, foi detectado volume anormal em sua roupa e o mesmo foi indagado sobre estar com substâncias ilegais. O visitante confessou o porte de entorpecentes como cocaína e a droga sintética K4.

Capela do Alto

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no sábado, 6, uma mulher de 29 anos foi detida no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Capela do Alto, durante o procedimento de revista. Agentes encontraram 4 gramas de maconha, além de droga sintética popularmente conhecida com K4, no bolso da calça que ela vestia, e quando ela foi questionada disse que não sabia da droga, pois havia pedido emprestado a calça de outra visitante. Diante do ocorrido, a mulher foi levada ao plantão policial de Tatuí para prestar e aguarda decisão judicial. O homem que receberia a visita foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos são suspensos do rol de visitas, temporariamente.

Itirapina

A companheira de um detento, de 28 anos foi flagrada durante o procedimento de revista da Penitenciária João Batista de Arruda Sampaio, Itirapina II, no domingo, 07/07, com 100g de cocaína. Agentes perceberam alteração nas imagens produzidas pelo escâner corporal, mas a suspeita negou que estivesse com algo em suas partes íntimas. Após refazer o procedimento de revista, a suspeita acabou confessando que havia escondido cocaína em seu corpo com a finalidade de entregar ao companheiro. Ela retirou, voluntariamente, em uma sala reservada, o pacote com o material ilícito, que além da droga tinha também extratos bancários e os entregou às agentes prisionais.

Itapetininga

Uma mulher de 25 anos foi detida na Penitenciária Jairo de Almeida Bueno, Itapetininga I, durante o procedimento de revista, no sábado, 06/07. A suspeita é companheira de um detento, e ao passar pelo escâner corporal agentes penitenciários perceberam alterações na região pélvica dela, por meio das imagens. Ela foi conduzida ao hospital para exames, mas ao se aproximar da unidade de saúde a suspeita tentou se desvencilhar do pacote e empreender fuga, mas foi impedida por agentes. Foi constatado que ela havia escondido 98g de maconha nas partes íntimas. A visitante foi conduzida ao plantão policial e aguarda decisão judicial.

Guareí

Uma mulher foi detida na Penitenciária Compacta de Guareí II, no sábado, 06/07, durante o procedimento de revista. A mulher estava com um extrato bancário escondido na calcinha e foi flagrada porque as imagens do escâner corporal estavam alteradas.

Casa Branca

Uma mulher foi detida, na Penitenciária "Joaquim de Sylos Cintra", em Casa Branca, durante o procedimento de revista, no sábado, 06/07. Agentes desconfiaram da visitante, que é mãe de um detento, porque as imagens produzidas pelo escâner corporal mostraram que havia uma alteração na região do seu quadril. Ela foi encaminhada ao pronto atendimento para exame de raio-x após negar que estivesse com algo ilícito, mas o exame comprovou que havia um pacote em suas partes íntimas. O médico fez a retirada do material e foi constatado que havia 16 gramas de maconha e 95 comprimidos de estímulo sexual.

Hortolândia

No domingo, 07/07, três mulheres foram detidas na penitenciária III de Hortolândia, durante o procedimento de revista com materiais proibidos escondidos nos calçados das suspeitas. O primeiro flagrante ocorreu às 8h, quando agentes penitenciários encontram 80 gramas de maconha no chinelo da visitante. Em seguida, a mãe de um detento foi surpreendida com vários extratos bancários escondidos no chinelo. A última apreensão ocorreu às 10h10, quando agentes localizaram dez gramas de maconha, também escondidos na sola do chinelo da suspeita.

Bauru

O Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Francisco Carlos Caneschi” de Bauru registrou duas apreensões no último sábado, 06/07. Em uma delas, a visitante foi flagrada tentando entrar na unidade prisional com 56,48g de maconha escondidas em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal. O flagrante ocorreu por volta das 10h. Questionada, a mulher negou a irregularidade e pediu para usar o banheiro. Em seguida, ela retirou a droga de seu corpo e tentou escondê-la na blusa, mas teve a ação flagrada por uma agente feminina. A outra ocorrência foi registrada minutos depois, por volta das 10h05. Também com maconha escondida em seu ânus, a visitante flagrada pelo escâner corporal negou, inicialmente, que estivesse tentando entrar no CDP com objeto ilícito. Entretanto, indagada novamente, confessou que entregaria a maconha ao companheiro preso. Em sala reservada, retirou de seu corpo a droga, que estava embalada em fita adesiva plástica e contabilizou peso total de 80g.

Pirajuí

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária II “Dr. Luiz Gonzaga Vieira” de Pirajuí com celular e chip escondidos em sua vagina, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 9h20 de sábado, 06/07. A apreensão se deu após os agentes de segurança desconfiarem de volume suspeito na região pélvica da visitante. Questionada, ela confessou a irregularidade e, em sala reservada, retirou de seu corpo o aparelho que entregaria para o marido preso.

Reginópolis

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária II “Sgto PM Antonio Luiz de Souza” de Reginópolis com maconha escondida em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 10h45 de sábado, 06/07. Questionada, ela confessou a irregularidade e foi encaminhada até um dos banheiros do presídio, onde, na presença de agente feminina, retirou de seu corpo a droga que entregaria para o companheiro preso. A mulher alegou que reside em Bauru, onde teria conseguido o entorpecente com uma pessoa que não se recorda o nome.

Flórida Paulista

Na Penitenciária “AEVP Cristiano de Oliveira” de Flórida Paulista, em 06/07, por volta das 10h30, agentes apreenderam um invólucro com maconha que estava com a companheira do sentenciado. O flagrante ocorreu depois que ela passou pelo escâner corporal.

Junqueirópolis

Na Penitenciária de Junqueirópolis em 07/07, por volta das 8h10, durante o procedimento de revista no setor de portaria, uma visitante passou pelo escâner corporal quando servidores encontraram na barra da calça da mulher 98 comprimidos aparentando tratar-se de medicamento para disfunção erétil e uma porção de adesivos, aparentando micropontos de LSD.

Lavínia

Na Penitenciária Vereador Frederico Geometti, a PI de Lavínia, em 06/06, por volta das 8h40 uma visitante teve a sacola com pertences de recém-nascido revistada quando agentes encontraram dentro uma bateria de lítio para aparelho celular. Já na Penitenciária “Luís Aparecido Fernandes”, a PII de Lavínia, em 06/07, uma visitante teve a sacola de alimentos revistada quando agentes localizaram quatro fones de ouvido ocultos nas alças da referida sacola. Na mesma data, uma visitante passou pelo escâner corporal quando foi constatado que ela trazia algo em suas partes íntimas, e, após ser questionada, retirou e entregou uma folha de papel medindo aproximadamente 105mm x 145mm, aparentando ser entorpecente conhecido como (K4). Na Penitenciária “ASP Paulo Guimarães”, a PIII de Lavínia, em 06/07, uma visitante foi surpreendida tentando entrar no ambiente carcerário com um celular. A apreensão ocorreu depois que a visitante passou pelo equipamento de escâner corporal, que apontou a irregularidade. O objeto estava acondicionado num invólucro confeccionado com fita de alta fusão, papel carbono, grafite em pó e introduzidos em sua genitália. No mesmo dia, outra moça foi flagrada com uma porção de cocaína. A apreensão ocorreu depois que a visitante passou pelo equipamento de escâner corporal. O objeto estava acondicionado num invólucro confeccionado com fita de alta fusão, papel carbono, grafite em pó e introduzidos em sua genitália. No dia seguinte, em 07/07, outra visitante passou pelo escâner corporal e foi surpreendida tentando ingressar no ambiente carcerário com um invólucro revestido por fita isolante, papel carbono e papel filme, os quais encontravam-se introduzidos em suas partes íntimas. Após a inspeção do referido invólucro, foi verificado que em seu interior continha um aparelho de telefonia celular. A visitante foi questionada sobre o fato e disse que estava trazendo o invólucro a pedido de outra pessoa, que não declinou o nome, o qual sabia conter aparelho telefônico celular. Alegou também que ganharia a importância de R$ 1.100 caso sua tentativa desse certo.

Pacaembu

Na Penitenciária “Ozias Lucio dos Santos”, de Pacaembu, em 06/07, uma visitante passou pelo escâner corporal da unidade quando foi flagrada tentando entrar com duas porções de cocaína. O ilícito estava escondido em sua calcinha, costurado no lado interno da vestimenta. No mesmo dia, outra moça passou pelo escâner, que apontou duas porções de maconha e uma de cocaína escondidas em sua calcinha, costurado no lado interno da vestimenta. Em outro caso, uma visitante foi surpreendida tentando deixar a unidade com uma sacola com cocaína. O ilícito estava escondido em uma calcinha, costurado no lado interno da vestimenta.

Mirandópolis

Na Penitenciária “Nestor Canoa”, no sábado, 06/07, por volta das 9h40, durante a realização de procedimento de revista dos pertences, por meio do aparelho de raio-x, foram apreendidos 887 invólucros com maconha. Os objetos estavam no interior de uma vasilha de plástico, escondidos entre os alimentos.

Presidente Bernardes

Na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes, em 06/07, durante procedimento de revista no aparelho de escâner corporal, uma visitante foi pega com duas placas, um teclado e uma carcaça de aparelho celular. Ela mantinha os acessórios nas partes íntimas. Depois, durante procedimento de revista em alimentos, foi encontrada dentro de uma vasilha de alimentos, uma porção de maconha. No dia seguinte, durante procedimento de revista no aparelho de escâner corporal, uma visitante foi surpreendida com um aparelho celular escondido nas partes íntimas

Presidente Venceslau

Na Penitenciária “Maurício Henrique Guimarães Pereira”, a P II, em 06/07, uma visitante foi surpreendida com um invólucro contendo maconha na região genital, visualizado através do escâner corporal.

Riolândia

Em Riolândia, na Penitenciária “João Batista de Santana”, a companheira de um sentenciado foi surpreendida durante os procedimentos rotineiros de revista. Ao passar pelo escâner corporal foi detectado que ela estava com um invólucro introduzido em sua genitália, contendo uma folha de papel aparentando ser suposta substância entorpecente sintética K. Ao ser questionada sobre os fatos, ela disse que o ilícito seria entregue a um sentenciado.

 

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@jornalabigornaavare.com.br