Homem é condenado a 22 anos de prisão por ter assassinado mulher com mais de 20 facadas

A Bigorna 07/11/2019 10:50:00 1601 visualizações
# legenda: Casos de polícia

A promotora de Justiça que participou do júri popular do homem condenado a 22 anos de prisão por matar uma mulher com mais de 20 facadas afirmou estar satisfeita com a pena. O julgamento foi na quarta-feira (6), em Iaras (SP).

 “O juiz de primeiro grau analisou as colocações feitas pelos jurados e condenou o réu a 22 anos de reclusão em regime inicial fechado. A pena está a contento do MP e acredito que tenha sido feita a Justiça”, afirma a promotora Ana Laura Martins.

O júri durou cerca de 6 horas e foram ouvidas testemunhas comuns, além do réu. Jurandir Rodrigues Júnior foi condenado por homicídio triplamente qualificado com os agravantes de feminicídio, crueldade, e por não permitir a defesa da vítima.

O crime ocorreu em junho de 2018 na cidade de Itai, quando Jurandir esfaqueou a mulher em frente a um posto de combustíveis.

A vítima, Maria Aparecida de Almeida, foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após levar as facadas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de dar entrada no hospital.(Do G-1)

 

Jurandir foi preso em flagrante perto da casa onde morava. Ele está preso na penitenciária de Cerqueira César (SP).

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@jornalabigornaavare.com.br