Palanque do Zé #38 - Avareísmo

Zé Renato 11/03/2020 07:40:00 333 visualizações

Sou um cara patriota. Acredito que todas as pessoas devem ter amor pelo seu País, costumes, tradições e origens. Por mim, todos deveriam deixar à mostra em suas propriedades - particulares e comerciais - a nossa Bandeira.

Sou um cara que adora o Estado de São Paulo, a locomotiva do Brasil. Temos muito mais importância econômica e social do que diversos países do mundo. Aliás, se o Estado de São Paulo fosse uma Nação, de acordo com dados de 2016, teria 40 milhões de habitantes (32º do mundo) e território de 248 mil quilômetros quadrados, o que o faria pouco maior do que o Reino Unido. Seríamos a 2ª economia da América do Sul, com PIB de 550 bilhões de Dólares.

Existem muitas pessoas (mas não o suficiente) que exaltam o nosso Brasil e o nosso Estado, mas realmente poucas que falam sobre a nossa querida Avaré.

Não sei quem foi o abençoado que cunhou o termo “avareísmo”. Pesquisando pela memória e pela Internet, três grandes avareenses me parecem no páreo para terem tido a ótima ideia: Dr. Fernando Pimentel, Eruce Paulucci ou Dr. Paulo Novaes.

De todo modo, acho louvável que sempre estejamos dispostos a engrandecer a nossa amada Terra do Verde, da Água e do Sol.

Esses dias estava conversando com o meu tio Luiz Fusco, e o mesmo me relatou algo interessante: Avaré é um bom lugar para se viver. Não temos desastres naturais, as enchentes são relativamente controladas, nossa Santa Casa - graças ao Provedor Miguel Chibani - é um dos melhores hospitais do Estado e os nossos Bombeiros estão sempre aptos a ajudar. Estiveram em Brumadinho, recentemente em Botucatu e neste momento estão na Baixada Santista ajudando a quem mais precisa.

Claro que temos problemas, como todas as cidades do Mundo. O que quero dizer é que, às vezes, precisamos parar para agradecer por tudo o que temos!

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@jornalabigornaavare.com.br