Considerado o maior museu de música do mundo, Hard Rock Cafe mantém peças icônicas

A Bigorna 31/08/2020 10:10:00 345 visualizações
# legenda: Cultura

 Pouca gente sabe, mas a rede Hard Rock Cafe é considerada o maior museu de música da atualidade. Com mais de 80 mil objetos expostos em suas unidades mundo afora, a companhia tem uma série de normas relacionadas à aquisição, distribuição e segurança do acervo. Pioneira na história recente da marca no Brasil, a unidade de Curitiba é a casa de itens usados por John Lennon, Rihanna, Elton John, Keith Richards, David Gilmour, Lenny Kravitz e outras celebridades.

A maioria absoluta das peças expostas são de propriedade da corporação mundial, que as adquire por meio de doações ou compras (diretas e em leilões). "Quando uma nova unidade Hard Rock Cafe é instalada, a rede faz uma curadoria baseada no comportamento musical e cultural daquela região. A partir disso começa a ser montada a exposição permanente daquele Cafe, com a participação também da direção local", conta Brunno Kukulka, responsável pelo HRC Curitiba.

A cessão dos itens para cada unidade é realizada a partir de um contrato de aluguel e a cada cinco anos é feita uma proposta de rodízio das peças a partir de uma nova curadoria. "Uma peça daqui pode ir para um HRC na Europa e outra pode vir de Dubai para cá, por exemplo", conta ele.

As medidas de segurança são rigorosas. "Ao mesmo tempo em que as roupas, instrumentos, discos e tudo mais ficam totalmente acessíveis ao público - o que é mágico – é praticamente impossível abrir os boxes de acrílico onde estão armazenados. Pouquíssimas pessoas têm as chaves que dão acesso direto às peças e elas raramente são usadas", revela Kukulka.

Acervo em Curitiba

Segundo Kukulka é comum que fãs mais aficionados entrem no Hard Rock Cafe Curitiba e, antes de qualquer coisa, peçam para serem levados até um item específico da exposição. "Temos uma área especial com peças do Michael Jackson, por exemplo, e ela é uma das mais procuradas pelo público".

Outro destaque é o macacão utilizado pela cantora Rihanna e que tem uma história interessante. "O item foi utilizado em um show. Naquele dia, logo após a apresentação, seu produtor avisou que ela tinha vestido o macacão de trás para frente, no que recebeu a resposta 'Eu sou a Rihanna, uso como quiser'. E não à toa instalamos o macacão da mesma forma que ela escolheu usar", relata o diretor.

Também está em Curitiba o terno utilizado por John Lennon no episódio em que o artista soltou a polêmica frase "os Beatles são mais populares que Jesus", despertando a ira de milhares de pessoas em todo mundo e gerando uma enorme controvérsia. 

Falando em polêmica, a própria exposição do HRC tem algumas. "Uma das nossas peças mais visitadas é um figurino muito famoso da Britney Spears. Apesar de ter uma legião de fãs no mundo todo e estar em diversas listas dos maiores artistas da atualidade, ainda há quem questione essa presença pop em uma exposição de rock. Costumo responder que nós tocamos o que as pessoas querem ouvir, trazemos o que as pessoas querem ver, e sabemos que existem muito mais fãs do que críticos da Britney. É inegável que ela é um nome importante na história do showbiz", finaliza.

 

O Hard Rock Cafe Curitiba fica na Rua Buenos Aires, 50. Mais informações em https://www.instagram.com/hrccuritiba/, pela fanpage da casa e no Whatsapp (41) 98784.3635

Contato:

WhatsApp (14) 9.9705-7070
Fone: (14) 9.9705-7070
Email: contato@jornalabigornaavare.com.br