• 9 de Julho: Um mergulho na história e significado da Revolução Constitucionalista

    474 Jornal A Bigorna 08/07/2024 19:50:00

    O dia 9 de julho é feriado apenas no estado de São Paulo e comemora a Revolução Constitucionalista de 1932, um movimento armado que eclodiu contra o governo provisório de Getúlio Vargas. Essa data, considerada a "magna data" dos paulistas, representa um marco na luta pela autonomia e democracia no Brasil.

    Contexto Histórico: O Brasil sob Vargas

    Em 1930, após a Revolução de 1930, Getúlio Vargas assumiu o poder provisório no Brasil. Seu governo, marcado por medidas autoritárias e centralizadoras, gerou descontentamento em diversos setores da sociedade, especialmente entre as elites paulistas.

    Descontentamento Paulista: A Faísca da Revolução

    Os paulistas, que haviam perdido influência política com a ascensão de Vargas, defendiam um retorno à constitucionalidade e maior autonomia para os estados. Em 1932, esse descontentamento se intensificou, culminando na eclosão da Revolução Constitucionalista no dia 9 de julho.

    A Revolução em Ação: Conflitos e Resistência

    A Revolução Constitucionalista durou três meses e foi marcada por conflitos armados entre as tropas paulistas e as forças federais. Apesar da bravura dos paulistas, a superioridade militar do governo federal resultou na derrota da Revolução em outubro de 1932.

    Avareenses na Revolução 

    Os avareenses tiveram uma participação ativa na Revolução Constitucionalista de 1932, mesmo que a cidade não tenha sido palco de combates diretos. A comunidade avareense se mobilizou de diversas maneiras para apoiar a causa revolucionária, demonstrando grande engajamento e patriotismo.

    Formas de participação dos avareenses

    Alistamento e envio de tropas: Centenas de jovens avareenses se alistaram no exército revolucionário paulista e partiram para o fronte de batalha, combatendo em diversas cidades do interior paulista.

    Formação de milícias locais: Para garantir a segurança da cidade e evitar a entrada de tropas federais, foram formadas milícias locais compostas por civis avareenses.

    Apoio logístico e financeiro: A população avareense doou alimentos, roupas, medicamentos e recursos financeiros para auxiliar as tropas revolucionárias.

    Participação feminina: As mulheres avareenses tiveram um papel fundamental na Revolução, atuando como enfermeiras, cozinheiras, costureiras e até mesmo combatentes.

    Mobilização social e propaganda: A imprensa local e líderes civis se engajaram na mobilização da população, divulgando notícias sobre o conflito e incentivando o apoio à causa revolucionária.

    Alguns avareenses se destacaram por sua liderança e bravura durante a Revolução, como:

    Paschoal Bocci: Tenente do exército revolucionário paulista, que lutou bravamente na Batalha dos Campos de Guararapes, em Pernambuco.

    Paulo Bastos Cruz: Capitão do exército revolucionário paulista, que se destacou por sua atuação na região de Presidente Prudente.

    Paulo Gomes de Oliveira: Sargento do exército revolucionário paulista, que participou de diversas batalhas no interior do estado.

    Antonio Ferreira Inocêncio: Soldado do exército revolucionário paulista, que foi ferido em combate e condecorado por sua bravura.

    Mario Vieira de Almeida: Soldado que lutou nas trincheiras em Itararé(SP)

    Homenagem e memória

    A participação dos avareenses na Revolução Constitucionalista de 1932 é lembrada e homenageada até hoje na cidade. Diversas ruas, praças e monumentos foram nomeados em homenagem aos combatentes e líderes revolucionários. A cada ano, no dia 9 de julho, a cidade celebra o aniversário da Revolução com eventos e atividades que relembram a bravura e o patriotismo dos avareenses que lutaram por um Brasil mais democrático.

    Legado da Revolução: Memória e Significado

    Embora a Revolução Constitucionalista não tenha alcançado seus objetivos imediatos, deixou um legado duradouro na história brasileira. A data de 9 de julho se tornou um símbolo da luta pela democracia e autonomia dos estados, especialmente em São Paulo.

    Significado do 9 de Julho para São Paulo

    Para os paulistas, o 9 de julho representa um dia de memória, identidade e orgulho. É uma data que celebra a bravura dos que lutaram por seus ideais e reforça o valor da democracia e da liberdade.

    Fonte:(Pesquisa realizada pelo historiador André Guazzelli / 1932: São Paulo em Chamas: Como a Revolução Constitucionalista Conquistou Corações de Estudantes, Trabalhadores, Donas de Casa, Empresários e Quase Derrubou Getúlio Vargas de Ricardo Della Rosa.- Editora : ‎ Planeta (1 de janeiro de 2018/ "Avarenses na Guerra Paulista: Voluntários de Avaré" de Paulo César de Araújo)

     

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também