• testando

    Motorista preso com drogas e doações que ia para o Rio Grande do Sul é morador de Avaré

    2585 Jornal A Bigorna 19/05/2024 18:00:00

    Um quilo de crack e 52 quilos de cocaína foram encontrados escondidos dentro de um pneu reserva de um caminhão carregado com doações para as vítimas dos temporais no Rio Grande do Sul.

    O motorista residente em Avaré  confessou que entregaria o estepe em um posto de combustíveis antes do destino final, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O relato é de um policial que pediu sigilo de fonte.

    A Defesa Civil de Cascavel, cidade que arrecadou as doações, disse em nota que o caminhão é particular e foi disponibilizado pelo dono para transportar as doações.

    O caminhão foi parado pelas forças de segurança na estrada SC-480. Os policiais usaram ferramentas para abrir o pneu, onde encontraram dezenas de tabletes com as drogas.

    O veículo tem placas de Cascavel, no Paraná, estado que arrecadou as doações. O caminhão levava cerca de 20 toneladas de donativos arrecadadas de forma legal pela Defesa Civil paranaense.

    Além disso, o veículo transitava com credenciais de ajuda humanitária expedidos pela Defesa Civil de Cascavel e um adesivo com os dizeres "SOS Rio Grande do Sul".

    O órgão municipal disse que o caminhão foi oferecido ao Corpo de Bombeiros para fazer o transporte até a cidade de Rio Grande (RS) por um sindicato que representa empresas de transporte de cargas e logística. O caminhão não pertence a uma empresa, mas a uma pessoa física, um motorista autônomo natural de Paranapanema e que reside em Avaré.

    O caminhão estava carregado com 20 toneladas de alimentos não perecíveis, água, materiais de higiene e limpeza e roupas.

    O motorista R.B de 39 anos morador de Avaré  foi levado à Polícia Federal de Chapecó, também Oeste de Santa Catarina, para responder por tráfico de drogas. 

    A Defesa Civil de Cascavel disse que não faz vistorias nos caminhões de terceiros, apenas coordena o carregamento das doações, com auxílio de voluntários.

    O coordenador, Márcio Ribeiro, colocou-se à disposição das autoridades catarinenses para prestar eventuais informações sobre o transporte das doações.

    O caminhão foi apreendido e está sob custódia da PRF. Com a chegada de outro veículo  as doações foram levadas ao Rio Grande do Sul. O motorista ficou preso.

     

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também