• 371 Jornal A Bigorna 06/08/2021 18:00:00

    Palanque do Zé

     

    Haroldo encheu o peito e disparou para Anésia, sua vizinha de quarto no Asilo Amor e Carinho:

     

    - Se eu fosse Presidente da República, liberaria a prostituição, os jogos de azar e as drogas!

    - Isso é um absurdo! Porque transformar o Brasil numa Sodoma e Gomorra?

    - Porque esse país não é sério, vizinha! E não falo só dos políticos... Com esse povinho, não corremos o risco de melhorar. Seremos sempre o país do futuro!

    - Concordo com você. A cada dois anos fazem eleições, trocam o penico, mas a merda continua a mesma... Mas não é por isso que o Brasil seria um lugar melhor com as suas ideias.

    - Podia não ficar melhor, mas ia ser bem mais divertido!

    - É melhor ouvir isso do que ser surda, Haroldo.

    - Mas você é surda... Tanto que usa aparelho auditivo!

    - Mas não surda o suficiente para ter a dádiva de não te ouvir...

    - Pergunta pro Benedito, do quarto da frente, se ele acha as minhas ideias tão ruins assim!

    - Ele tem Alzheimer avançado, Haroldo!

    - E só por isso a opinião dele não vale? Que preconceito é esse, Anésia?

    - Boa noite. Vou para o meu quarto antes que a Jéssica chegue com meus comprimidos e eu não esteja lá.

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também